Ele vai aposentar seu antigo projeto, Kanio, mas antes disso passa pelo Brasil. Falamos com Ed Kane - 09/09/2016


Por: Camila Giamelaro


Kanio anunciou sua aposentadoria, mas não vai pendurar os fones sem antes se despedir do Brasil. Calma, não há motivos pra desespero. Ed Kane, o homem por detrás do projeto Kanio, continuará sua jornada no mundo da música com seu outro projeto, o Dexter Kane.

Batemos um papo com ele pra entender porque ele tomou a decisão de aposentar esse projeto que fez parte da trajetória de muitos festivaleiros e, porque não, dos DJs que levaram sua música pra todos os cantos do mundo.

Se você quer fazer parte dessa tour de despedida do Kanio e ouvir clássicos como “Sambuca” pela última vez nos decks desse cara, fique ligado! A Electrance e o Club 33 se uniram para realizar essa noite histórica em São Paulo, no dia 10 de Setembro (sábado). Dia 15 de outubro no mágico "Natural Forest Club" em Rodeio-SC. Depois é a vez dos cariocas se despedirem na primeira edição da Electrance - Rio de Janeiro, que rola dia 12 de Novembro no Haras Boa Vista.



HOUSE MAG - O que o levou a tomar a decisão de se aposentar como Kanio e seguir apenas como Dexter Kane?

KANIO -
Eu não sei como foi exatamente que veio essa revelação, mas meu coração já não estava no projeto Kanio há um bom tempo. Ele não me dá a oportunidade de tocar as música que eu pessoalmente gosto, o que realmente faz parte da diversão quando se é um DJ. Se você não está se divertindo trabalhando como músico então algo definitivamente está errado. Eu fiz a maioria dessas músicas do Kanio há quase dez anos. Eu era muito jovem e eu mudei muito desde então, tanto como pessoa quanto do tipo de música que eu gosto. É estranho, hoje em dia eu prefiro festas mais intimistas e menores e músicas mais sutis. Eu nem sei como acabei tocando em grandes festival. Isso nunca fez minha cabeça.



HM - O que você pode tirar da sua carreira como Kanio como aprendizado para o Dexter Kane?

K - É bom estar na posição que eu essou. Eu tive muita sorte em trabalhar na indústria da música por toda a minha vida adulta, então naturalmente eu cometi um monte de erros ao longo do caminho. Espero que agora que estou mais velho e mais sábio e não os faça novamente.



HM - Quais são seus planos para o futuro?

K - Bem, eu tenho alguns lançamentos do Dexter Kane a caminha. Em 16 de setembro um EP meu chamado “Illogical Conclusion” sairá pelo meu selo Shadow Sanctuary, com remixes dos meus amigos Jansons e APP. O segundo EP chama-se “Every Moment” e vai sair pelo Get Physical em 7 de Outubro. Este é uma collab com outro bom amigo, o Tboy.

A próxima coisa que eu vou lançar depois disso, que é o que estou trabalhando atualmente, vai seguir uma nova direção. O vinil tornou-se grande partedas minhas apresentações recentemente e agora é esse caminho que vou buscar. Comprar e mixar com discos foi o que fez eu me apaixonar pela carreira de DJ há muitos anos, e nos últimos tempos eu me apaixonei por esse processo novamente. O que você compra no vinil é único e raro. É como um gênero em si mesmo e é isso que está me inspirando no momento.



HM - Nós adoramos que você tenha incluído o Brasil em sua tour de despedida. Como começou o seu relacionamento com o país?

K - Eu tive realmente muita sorte. Parece que houve um momento, cerca de 8 ou 9 anos atrás mais ou menos, onde o techno de repente se tornou grande pela primeira vez no Brasil. Aconteceu então que eu peguei essa onda e o resto é história.



HM - Quando você criou o Shadow Sanctuary, sua intenção era ter um lugar para lançar sua própria música. Hoje o selo cresceu e você também lança outros artistas. Como curador, o que você espera ao lançar um artista?

K - Uma boa regra pra quem produz é fazer apenas o que você gostaria de lançar e tocar. Sou muito exigente quando se trata de músicas, talvez seja por isso que eu não lanço toneladas de material (seja meu ou de qualquer outra pessoa).



HM - Quais artistas brasileiros você gostaria de fazer uma collab ou lançar no seu selo?

K - Essa é uma pergunta difícil, na verdade. Eu não estou realmente ciente de ninguém no Brasil que esteja na mesma pegada em que eu estou agora. Eu vou lançar mais alguns materiais novos lá no final do ano, então se você está trabalhando seriamente na música e tem algo semelhante ao que faço, eu adoraria ouvir uma demo. Você pode enviar para demos@shadowsanctuary.com.



HM - Deixe uma mensagem para os fãs brasileiros que vão sentir saudades do Kanio.

K - Eu gostaria de agradecer do fundo do meu coração por todo o apoio ao longo dos anos. No entando, tudo que é bom um dia acaba e eu espero que vocês se juntem a mim na próxima etapa da minha jornada. Com muito amor.

Pra mais informações sobre as últimas apresentações de Kanio no Brasil, acessem a página da Electrance no Facebook.