Tomorrowland Bélgica: como aproveitar ao máximo os três dias de festival - 09/08/2017


Por: Bruna e Jode, do A Melhor Balada
Fotos: Oficiais e Jode e Bruna



Você é um daqueles fãs de carteirinha do Tomorrowland? Sempre que vê alguma coisa sobre o festival chega a arrepiar e fecha os olhos se imaginando no evento? Foi em uma das edições do Brasil e nunca mais conseguiu esquecer da experiência e magia que só o Tomorrowland oferece?

O “mundo” do Tomorrowland é algo a parte mesmo. Neste ano rolou a 13ª edição do festival na Bélgica, pela primeira vez em dois finais de semana, com 400.000 ingressos vendidos e um line up com mais de 1.000 artistas. São muitas horas de música e muita gente em cada um dos 16 palcos vivendo o mundo mágico do festival.

Mas aproveitar ao máximo esses três dias de festival não é uma tarefa tão simples quanto parece. Se você pensa em passar por esses momentos inesquecíveis nos próximos anos, vamos contar como funciona o evento e qual a melhor forma para desfrutar a imensidade de experiências que você vai viver por lá.


 


mainstage_500


 


1) Primeiro, decida onde se hospedar


Você é do estilo hardcore, que quer aproveitar cada segundo do festival e não se importa com perrengues? O Dreamville foi feito para você (e para as 38.000 pessoas que acampam por lá)! Ele é muito mais do que um camping de festival, ele oferece infinitas atividades e comodidades. A começar por uma festa exclusiva na quinta-feira, o The Gathering, que tem o palco maior do que muito festival grande por aí. Tem também locais para tomar banho, salão de beleza, praça de alimentação, mercado, locker, aulas de Yoga, quadra de futebol, de tênis e até uma gincana em uma pista inflável. Ou seja, você pode ficar horas por lá e não vai conseguir fazer nem metade do que eles oferecem. Se você quiser aproveitar a vibe do Dreamville com mais comodidade, existem algumas opções de barracas pré-montadas (Easy tents), cabanas de madeira e até mansões. Confira os formatos e preços aqui.




dreamville_easy_tents_500




Se você prefere um formato de acomodação mais tradicional, pode também alugar uma hospedagem em Bruxelas ou alguma cidade próxima de Boom e se locomover todos os dias para o festival. O shuttle oficial que sai da capital custa em torno de EUR 23. Essa foi a nossa escolha, e por mais que tenham nos apavorado anteriormente falando que as estradas ficavam bloqueadas pelo trânsito e que o trajeto de meia hora poderia ser feito em três horas, nossa experiência foi tranquila, sem nenhum caos aparente.


 


core_stage_2_500


 


2) Programe sua agenda de apresentações e conheça todos os palcos


Se você já é um frequentador de festival, sabe como a coisa funciona. Quem não se programa acaba perdendo diversos artistas legais ou acaba ficando só no mainstage. É sempre válido descobrir novos DJs ou aqueles consagrados que você nunca viu e vão tocar em tendas menores, para ter uma nova experiência musical. O Tomorrowland tem 16 palcos por dia de diversos tamanhos. Uma hora nós encontramos Armin Van Buuren em um dos palcos mais elaborados e tecnológicos da história do festival (Freedom Stage), outra hora Loco Dice, Chris Liebing e Richie Hawtin em um micro palco no meio da floresta, ou também Solomun e Adriatique em um palco flutuante, o Garden of Madness, onde o artista só consegue acessar de barco. Teve também Netsky e DJs convidados quebrando tudo em um palco em formato de dragão saindo do lago! Ou seja, opções não faltam, vai de cada um saber aproveitar ao máximo.


 


freedom_stage_500


 


3) Escolha uma experiência gastronômica diferenciada


Enquanto muitos festivais possuem apenas foodtrucks com hambúrguer, pizza e massa, o Tomorrowland tem mais de 120 barraquinhas de comida. Além das tradicionais, existem alguns restaurantes exclusivos que oferecem uma experiência única. Uma delas é o B-EAT, onde você participa de um jantar totalmente fora do convencional: enquanto é servida a refeição, um DJ famoso fica tocando por uma hora para uma média de 50 pessoas. Tivemos a oportunidade de ver Sam Feldt tocando enquanto um conceituado restaurante de Las Vegas servia seus pratos para uma galera super animada. Essa experiência custa EUR 35 e deve ser agendada com antecedência. Existem também outras opções como o Taste of the World, onde chefs renomados oferecem um cardápio diferenciado por EUR 29.50. É só se programar para aproveitar uma dessas oportunidades.


 


taste_of_the_world_500


 


restaurante_tomorrowland_500


 


4) Dê uma volta na Roda gigante e veja a imensidão do TML


Quando você começa a andar por todo o espaço do festival não tem noção de quão grande ele é. Você se depara com lagos, pontes, florestas, palcos, banheiros, lojinhas, restaurantes, tudo bem distribuído e organizado. Olhando tudo lá de cima, dá para ter uma visão mais clara de como funciona e ainda ver a galera aproveitando em alguns palcos.

O festival todo é construído em seis semanas, com mais de 5.000 funcionários e todos os dias alguns palcos são adaptados com nova cenografia e temática. Sabe aquele espírito Disney, de pensar em cada detalhe? Eles são exatamente assim. Você encontra na decoração de cada canto algo especial e é isso que faz do Tomorrowland algo único. Então não perca a oportunidade de dar uma volta na roda gigante, que além de incrível é de graça e tem pouca fila durante vários horários do dia.


 


vista_roda_gigante_500


 


5) Seja sociável e faça amigos


Sabia que o Tomorrowland concentra a maior mistura de nacionalidades do mundo, mais do que as Olimpíadas? São pessoas de mais de 200 países, e é sensacional ver a maioria delas curtindo o festival com suas bandeiras amarradas no pescoço e um baita sorriso no rosto. Por isso, não deixe de dividir a mesa da praça de alimentação com alguém de fora e trocar uma ideia. O mesmo vale para a pista de dança, aproveite para interagir, tirar fotos e trocar contatos! Curtimos vários momentos especiais com pessoas novas e fizemos amigos que vamos levar para o resto de nossas vidas.


 


nacionalidades_500


 


6) Se planeje financeiramente e saiba quanto pode gastar por dia


O festival tem sua moeda própria, o Pearl. Isso pode dificultar na hora de fazer cálculos e saber o quanto você está gastando. Pela nossa experiência, melhor já ter planejado quanto você pode gastar por dia e ter na cabeça a conversão aproximada de 1 PEARL = 1.54 EUROS = 6 REAIS. Ou seja, a água, refrigerante, cerveja ou energético custam R$12, o drink de vodka com refri custa R$40 reais, as refeições (hamburguer, pizza, kebab) custam em média R$40. Quer comprar uma lembrancinha na loja oficial? O boné e a camiseta custam R$135 e óculos R$200. Com esses valores em mente você já consegue colocar a quantidade certa de Pearls na pulseira.


 


7) Não deixe esse festival apenas no sonho


Se você tem condições de guardar dinheiro para uma viagem para a Europa (algo próximo de R$6.000), ao invés de pensar que o Tomorrowland é apenas um sonho, tente criar um plano e colocá-lo em prática, pois vai valer cada centavo gasto. Se a experiência no Brasil já foi inesquecível para muitos, a proporção da edição belga é muito mais completa, e nós vivemos dias que ficarão marcados para o resto de nossas vidas.

Sabemos que a compra de ingresso é uma das coisas mais difíceis, pois acabam em menos de 10 minutos. Mas existem outras formas confiáveis de conseguir um ingresso e garantir sua ida para o Tomorrowland, como revendedoras oficiais e agências que vendem o pacote completo, com ingresso, hospedagem e passagem, diretamente do Brasil. Também tem outras oportunidades como o Global Journey, que é um pacote saindo de vários locais pela Europa e engloba os tickets, passagem e hospedagem. Uma boa pesquisa e um bom planejamento podem fazer com que seu sonho vire realidade e que você viva esses momentos únicos que certamente valerão a pena.